quarta-feira, dezembro 22, 2004

Ideia brilhante (tenho que registar a patente)

Como encontrar o comando da televisão:

Primeiro que tudo, é preciso achá-lo uma primeira vez. É uma das pouquíssimas falhas deste plano maravilhoso. A seguir, pega-se no comando, fita cola, e um telemóvel velho. Por exemplo, agora no natal, quem tiver a sorte de receber um telemóvel novo, pode usar o velho com um aqueles cartõezinhos oferecidos que vêm na caixa dos telemóveis novos. É importante que o telemóvel que se vai usar (para nunca mais "perder" o comando da televisão, não o outro, novo, para telefonar) tenha a bateria carregada e uma cartão SIM em regime "livre" ou similar (ou seja, não é preciso fazer chamadas para o número continuar activo, basta receber). A seguir, basta colar o telemóvel ao comando com a fita cola. Cuidado para não por demasiada fita cola por cima dos botões do comando mais utilizados. Last, but not least, colocar o número do telemóvel que está colado ao comando na lista telefónica do outro telemóvel, aquele que se usa para fazer chamadas. Pode ser colocado por exemplo, em "televisão", ou "comando tv", ou "controlo remoto".

E pronto, já está! Da próxima vez que perder o comando num buraco do sofá, debaixo do sofá, no meio das tralhas da mesinha da sala, numa gaveta, enfim, seja onde for, basta telefonar para o telemóvel acoplado ao comando. Não esquecer, de vez em quando, de recarregar a bateria do telemóvel.

Claro que se eu tivesse os meios necessários, incorporava mas era o cartão SIM no comando da televisão já as funcionalidades do telemóvel que vão para além de receber chamadas (incluindo o toque da chamada!) são desnecessárias.

Evidentemente, este método pode ser adaptado para qualquer tipo de comando. Comandos de aparelhagens, vídeos, leitores de DVDs, satélites, nunca mais serão perdidos!!! :-)
2 comentário(s)

O Pai Natal...

Sempre disse ao meu filho que não existe pai natal. Por muito cruel que possa parecer, os meninos recebem prendas porque os pais têm dinheiro para as comprar. Parecia-me justo dizer a verdade ao miúdo (eu também nunca acreditei no pai natal), e evitar um dia uma choradeira de meia-noite quando algum miúdo mais velho viesse contar-lhe que não há pai natal.
Apesar disto, saiu-me o tiro pela culatra. O pai natal existe. O meu filho viu-o. A personagem aparece pelas ruas durante o mês de Dezembro, para todos os miúdos verem. Ele, e os seus inúmeros ajudantes, entre os quais as mães natais... Nas festas de natal, também é costume aparecer um destes espécimes, carregado com um saco de prendas para os miúdos e graúdos. Tudo, evidentemente, comprado pelos adultos, e para distribuir no verdadeiro espírito do natal. Já não posso fazer nada. Afinal, eu é que estava enganada. Se calhar, o melhor é eu ir rapidamente escrever a minha cartinha, a pedir algumas prendas, que só já faltam dois dias...

Em virtude do esclarecimento que me foi prestado pelo meu próprio filho, agora que eu sei que há pai natal (e mãe natal, e até bebé natal, pelo que ele me disse ontem), algumas "tradições" transformaram-se. Os meninos podem escrever cartas ao pai natal, mas o pai natal também pode escrever de volta. Este ano, a mãe natal enviou um postal lá para casa a avisar o miúdo que na noite de natal vai haver uma caça às prendas só para ele. Ele está a delirar. Acha que uma caça às prendas é muito melhor que um jogo de gameboy (ele, que adora o gameboy acima de todos os outros brinquedos)!!! E agora a mãe natal, mais as tias natal, e os avós natal vão ter que se desunhar a inventar enigmas e esconderijos para as prendinhas do menino, que afinal vão ser infinitamente menos importantes que o jogo em si. Bebé natal, ainda não vi nenhum, se calhar é melhor perguntar ao meu filho, que ele deve saber... Para os incrédulos, as pobres almas que não acreditam no pai natal, na verdadeira família natal, podem fazer as vossas perguntas. O meu filho responde. :-)
0 comentário(s)

Que vergonha

O Público, aquele jornal que estava ali ao lado na lista de imprensa (vou retirar o link assim que acabar de escrever este post), andou a plagiar textos de blogues, sem sequer dar crédito aos ditos blogues (ver aqui e aqui). Deviam ter vergonha na cara. Afinal os jornalistas são pagos para investigar ou para copiar coisas da net? E ao copiar da net e não dar o crédito devido, estão a ver se enganam quem? O famoso episódio da Clara Pinto Correia só aconteceu porque ela plagiou a imprensa escrita? Se ela tivesse plagiado um blogue, tinha continuado a escrever as crónicas na Visão?

PS - Acabo também de descobrir que uma das "jornalistas" que plagiou um dos blogues foi despedida (link).
0 comentário(s)

terça-feira, dezembro 21, 2004

Os velhinhos Certificados

Ao ver a melhor oferta de depósito do meu banco - 3,5% (ilíquidos) para depósitos superiores a 5000 euros, fixo por 8 anos, fui verificar a taxa dos certificados de aforro. Está perto dos 2% (um pouco menos), mas vai subindo 0,25% semestralmente até atingir os 2% de prémio. Depois encontrei este post (numa pesquisa no google) e continuo na minha, os bancos devem estar parvos...
0 comentário(s)

Que belo dia de sol...

Tive que ir lá fora por uns minutos. Pus o casaco por cima da t-shirt, e lá fui. O ar é fresco (mas que eufemismo), mas aguenta-se bem. Ao chegar, verifiquei a temperatura lá fora: 0°C. Parece que já me habituei ao frio e nem sinto. Ainda não consigo é perceber como é que a neve se aguenta. Branca, vista da janela, castanha preta e suja nas estradas onde passam o carros, motas eléctricos, camiões, tudo.

PS - hoje de manhã estavam -9°C, mais três graus que ontem à mesma hora :-)
0 comentário(s)

Almoço na esplanda

Para fazer inveja a quem sentir necessidade disso! Eu hoje almocei numa esplanada que tinha tanto, mas tanto sol que os óculos foram necessários! Está um tempo espectacular! Frio, mas com sol! Vamos ver se as coisas não mudam no fim de semana!
Depois de almoço ainda tive tempo de dar um passeio e de ir comprar a última, sim, a última prenda que me faltava! Agora sim, já é NATAL!
1 comentário(s)

Afinal como é?

Ontem nas notícias, ouvi (e vi) um jornalista referir-se a Santana como "primeiro minisro". Isto a propósito da barraca do défice. No fim de semana tinha ouvido (e visto) na televisão que o Santana se tinha demitido. Afinal, demitiu-se ou não? Ainda vale a pena acreditar nos telejornais? E no agora sou/agora já não sou "primeiro ministro"? Já não percebo nada...
1 comentário(s)

segunda-feira, dezembro 20, 2004

Já tenho contador!!!

Através do Melhor que Prozac descobri este site, que oferece algumas funcionalidades grátis, entre as quais, contadores para páginas web.
Está ali à esquerda, mesmo em cima...

VIVA!!! :-)))
0 comentário(s)

domingo, dezembro 19, 2004

Bolo de chocolate

Só para ficar acessível de todo lado, aqui vai ele.

1. bater 7 gemas com 325g de acúcar
2. adicionar 325g de farinha + 125g de chocolate em pó + 2 chávenas de café de óleo + 2 chávenas de água morna + 3 colheres de chá de fermento
3. por fim, adicionar as claras em castelo
4. vai ao forno a 180°C durante +/- 30 minutos

Nota: com chocolate em pó, a massa fica muito dura. Tao dura que já me chegou a dar cabo de uma batedeira (provavelmente o motor queimou pois nao aguentou a massa tao dura). Experimentei com chocolate preto em barra (50% de cacau) derretido em banho maria com um pouco de leite e água, e o bolo fica muito mais fôfo e delicioso. Nao fica tao castanho, é verdade, mas é muito mais saboroso.

cobertura:

Derreter uma tablete de chocolate em banho maria com 2 colheres de sopa de leite e uma de manteiga. Espalhar por cima do bolo.

Outra cobertura (de outra receita):

2 claras; 2 tabletes (200g) de chocolate preto; 4 colheres de sopa de acúcar; 200g de leite condensado

Bater as claras em castelo e juntar o acúcar, sempre batendo aos poucos, até formar um suspiro firme. Derreter o chocolate em banho maria e misturar o leite condensado até fazer um creme. Acrescentar a mistura ao suspiro até ficar um creme homogéneo. Meter no frigorífico durante uma hora, e depois colocar no bolo.

A segunda cobertura é bastante mais cremosa que a primeira, mas dá mais trabalho. Além disso as latas de leite condensado que costumo comprar têm 375g em vez de 200, o que baralha um pouco as contas (eu costumo deitar a lata toda para nao sobrar).
0 comentário(s)

Por falar em troca de prendas
(sem os acentos todos)


A Paulita está cheia de sorte!!! A mim, na troca de prendas que se fez cá em casa, calhou-me uma garrafa de litro e meio de um vinho tinto francês... logo a mim, que detesto vinho tinto (a única excepcao é vinho do Porto ou da Madeira, mas acho que nao se pode considerar vinho tinto). O mais engracado é que alguns colegas meus finalmente ficaram a perceber que eu nao bebo (ou quase), e que a prenda de anos que eles me deram (6 garrafas de uns vinhos caros) foi completamente inútil.
A mim custa-me um bocado fazer cara de contente quando recebo de prenda vinho... Eu que gosto de quase todas as prendas possíveis!!!!
Este ano, na festa de Natal cá de casa, aproveitei para me ver livre de algumas botelhas de vinho.. Conseguimos ver-nos livres de umas 3, mas, azar dos azares, os nossos queridos amigos trouxeram-nos mais 3... Pelo que o saldo final foi nulo. Bolas!!! Acho que tenho que fazer mais festas, e proibir que nos tragam vinho! :-)
Chocolates, bonbons, velas, alguma coisa da loja das viagens (ou do género), ou até guardanapos de papel com desenhos, sao muito bem vindos!!! ;-)

PS - Nao sou totalmente abstémia. Bebo, mas pouco, vinho verde (Quinta da Aveleda de preferência), Porto, Madeira, uns licorzinhos de vez em quando, e até Martini Rosso. O que a maioria das pessoas bebe (vinho tinto ou branco) é que eu nao gosto...
0 comentário(s)

sexta-feira, dezembro 17, 2004

O som do teclado depois de uma noite mais alegre

Quando cheguei hoje de manha para trabalhar (meia hora mais tarde do que o habitual), pareceu-me que tudo estava a correr bastante bem. Tinha-me conseguido levar sem grandes dificuldades, tomar o pequeno almoço e vir trabalhar.
Sentei-me na minha secretária e liguei o computador, e até me estava a rir, a pensar que afinal não estava assim tão velha quanto isso. Mas foi quando comecei a ter que usar o teclado que me apercebi da realidade... O som de cada tecla era como se fosse uma martelada na minha cabeça... Comecei a ter dores de cabeça, fiquei mal disposta e, mais uma vez, jurei não voltar a beber Casal Garcia na minha vida.
Mas a noite de ontem foi bastante fixe... Apesar de ser uma ceia de Natal, não havia árvore nem velas nem quase nada. Só o bacalhau, as rabanadas (eu levei os ingredientes, incluindo o vinho do Porto, e mandei um gajo fazer porque eu não queria ficar a cheirar a fritos :D), o tronco de natal e as prendas, aliás, presentes. Eu levei o meu barrete das trancinhas.. a certa altura o César roubou-mo e fez bem, porque apesar de não termos um pai natal, passamos a ter um Obelix!
O momento do sorteio dos presentes lá chegou (agora que penso nisso, parece-me que foi o dono da casa que forçou esse momento.. acho que nos queria ver pelas costas por causa do barulho :D). A prenda que comprei (um cinzeiro que era a cabeça de um esqueleto com um esquelo inteiro agarrado a ele) calhou ao gajo que fuma e é todo freak, o que significa que ficou todo contente:D. E a prenda do Martin (que tb fui eu que escolhi) era um pai natal em forma de mochila com chocolates na barriga e calhou a uma gaja que também ficou contente.
A mim calhou um porta cd's e ao Martin uma cena muito fixe de vidro para por velhinhas e vinha cheio de chocolates da nesquik! Consegui trocar com ele (eu não ligo nada a coisas dessas) e agora tou toda contente :)

0 comentário(s)

Inacreditável

segunda, 8 da manhã: -5 graus
terça, 8 da manhã: -9 graus
quarta, 8 da manhã: -9 graus
quinta, 8 da manhã: -11 graus
sexta, 8 da manhã: +3 graus

Não dá para perceber esta terra esquisita...
0 comentário(s)

quarta-feira, dezembro 15, 2004

Bolas


Acabo de descobrir que as minhas bolas preferidas custam 3,99€ no IKEA em Portugal, enquanto que no IKEA alemão custam 4,99€. Tendo em conta que a Suécia está mais perto da Alemanha, e que o IVA em Portugal é 3% superior ao alemão, não dá para perceber a diferença de preços...O mesmo se aplica a outros produtos, como esta "Tigela" onde eu pus areia e uma vela (1,50€ vs 1,99€).
Para contrariar, este "prato" que eu decorei com ajuda da Paulita, com areia, flores e folhas secas e pintadas, e velas , é mais barato na Alemanha (3,50€ vs. 4,99€). Já estou mais bem disposta.

É engraçado ver, nesta época de globalização, como é que estas coisas do marketing (se bem me lembro, o marketing inclui o preço) funcionam. Já agora, fica aqui escrito (confessado) que eu tenho o hábito de olhar para a etiqueta que diz "made in...". Se disser China, Indonésia e mais uns quantos, não compro.

E, já agora, mais umas travessas de ir ao forno, estas, se não estou em erro (não diz no site), feitas em Portugal, que são mais baratas no IKEA alemão.


0 comentário(s)

A final da Quinta

Estive a postar isto no site da Quinta, e queria ficar aqui também com uma cópia.

Gostei do Frota no início, e penso que ele trouxe muito ao programa com os teatrinhos e as brincadeiras. Não gosto da forma de ele jogar: do largar a bomba e sair, do não encarar de frente uma discussão, do grande *amor* pela Ana Afonso (no qual não acredito nem um bocadinho). Há imensas coisas que me desagradam nele. Mas uma coisa é certa: os teatrinhos básicos de que ele se lembra, poderiam ser feitos/imaginados por qualquer um dos outros. As brincadeiras à noite podiam ser iniciativa de qualquer um dos outros, até porque nem são nada de especial. Mas a verdade é que os outros concorrentes andaram a reboque do Frota para animar o público e a eles mesmos. E se, nos big brothers "jogar" ou "fazer jogo" eram conceitos tabu e podiam levar a uma expulsão por parte do público, porque o que importava era ser verdadeiro, agora parece que jogar é uma virtude, e não fazer batota é ser burro.
Por mim, espero ansiosamente pela próxima Quinta/Big Brother ou semelhante, porque acho que as regras do jogo mudaram e a partir de agora as coisas só podem ficar mais interessantes. Brincadeiras, teatrinhos, sermões às vacas, é o mínimo que se espera dos próximos concorrentes.

O Frota vai ganhar pelos motivos seguintes:

1 - o facto de, na Quinta, o público nomear. Por causa disto, os concorrentes mais "apagados" foram desaparecendo ao longo do programa.
2 - Parece-me que o Frota veio alterar a maneira como as pessoas cá fora vêem o jogo. "Jogar", ao contrário de "ser verdadeiro", passou a ser uma virtude importante.
3 - A Cinha (e companhia) não percebeu, ou não quer perceber, que quanto mais apoiar alguém lá dentro, pior é. A Mónica será fortemente penalizada pelo apoio dos ex-concorrentes. (e por isso não vai ganhar...)
4 - Goste-se ou não, o Frota imprimiu uma dinâmica ao jogo que o público em geral gostou, e que talvez venha a ser utilizada por futuros concorrentes noutros programas do género.
5 - Last, but not least, os votos da internet... se o Figo ganha uma sondagem num site de um jornal francês sobre qual o melhor jogador de futebol, parece-me perfeitamente plausível que os brasileiros se unam para votar pela net. É fácil, barato, pode-se votar as vezes que se quiser, e fazer forward para os amigos. Nós, como portugueses, tanto dá, e concerteza não vamos apelar a nacionalismos para que o Frota não ganhe.Posso enganar-me, mas os votos "contra" o Frota só vão aparecer quando ele medir forças com o Castelo Branco, e aí já será tarde demais.
0 comentário(s)

Histórias da História

Blog de uma portuense que viveu durante a guerra. Histórias lindíssimas e muito bem contadas, que vale a pena ler e partilhar.
0 comentário(s)

terça-feira, dezembro 14, 2004

Outra vez em último...

"If the countries of the United Kingdom were regarded as separate entities, then life expectancy in Scotland would, for women, be the lowest" in Western Europe, "and for men, the second lowest after Portugal," the report's introduction said.

Um artigo sobre a saúde na Escócia, que acaba por nos (portugueses) utilizar como comparação...
Entre as medidas de saúde pública a serem tomadas estão a proibição de fumar em locais públicos (estou totalmente a favor). No entanto, como dizia um escocês (e o comentário aplica-se totalmente a Portugal) "não há uma única lei em Glasgow que não tenha sido quebrada." Eu quando ouço falar em leis portuguesas, lembro-me que quando deixava o meu carrito na rua no Porto, ele era sistematicamente assaltado, independentemente de roubarem alguma coisa ou não, uma vez que eu nunca deixava lá nada de valor. E que quando as pessoas se queixavam à polícia, eles diziam que sabiam, mas que não tinham gente para fazer patrulhas. Ora se nem para as coisas importantes há polícia (ou seja, lei e ordem), como é que se pode pedir que outras leis mais simples sejam respeitadas?
0 comentário(s)

A Quinta

Eu estava a ver se me aguentava, mas não consegui, tenho mesmo que falar...

Então lá saiu o Reis. Vítima de si próprio, do Frota, da Cinha, Paula e companhia. Não aguentou o jogo, e já na recta final, fartou-se de dar tiros no pé. Eu já não me lembro do BB dos Famosos, aquele que foi ganho pelo Vítor Norte, até porque perdi o último mês de emissões, mas de todos os programas deste género que vi até hoje (os BBs quase todos e agora esta Quinta), há algumas coisas que me parecem óbvias:

1 - discussões geram grupos. Por muito que as discussões subam as audiências (eu adoro uma boa discussão, principalmente se não for nada comigo), quem as vê tem tendência para tomar partido. Quem toma parte nas discussões tem bilhete de saída numa das mais próximas estações.

2- pelas razões acima, quem acaba por ganhar estes programas acaba por ser uma das figuras que esteve mais apagada durante todo o programa, as tais que se fossem clonadas e metidas dentro de um programa consigo mesmas rapidamente levariam as audiências a zero. Por exemplo, o Francisco, do BBF1, que não tinha piadinha nenhuma nem ponta por onde se lhe pegasse.

3- A Quinta teve um factor fundamental para distorcer um pouco as conclusões retiradas dos anteriores BB: o facto de o público poder nomear logo de início. Este factor de destabilização do jogo (lá dentro) levou a que figuras menores (por exemplo, o Pedro Ramos e Ramos, e o "trovador" cujo nome já nem me lembra) fossem retiradas antecipadamente do "tabuleiro".

4- As pessoas que são expulsas deviam ter consciência de que quanto mais apoiarem alguém que ainda está a jogar, mais prejudicam esse alguém. Pois se quando saem ainda querem continuar a pertencer ao "grupo", então estão a dar um bilhete de saída a quem está lá dentro e devia vir fazer companhia ao resto do "grupo". Quem foi expulso tem que ter consciência de que perdeu, e que quem está lá dentro não deve ser associado a perdedores, sob pena de sair mais cedo.

5- Pessoalmente, as regras que menos gostei neste jogo (a Quinta) foi a possibilidade de os concorrentes terem contacto com o exterior, e a impossibilidade de seguir a emissão 24/24horas na tvcabo, como tinha acontecido nas emissões anteriores. Isto conjugado com certos acontecimentos (o escutar às portas por exemplo, e a falta de imagens que fariam prova de certas coisas) acaba por dar vantagens injustas a concorrentes que não as merecem. Daqui para os mexericos é um passo minúsculo, e, na minha opinião, o programa perde credibilidade com isto.

Finalmente, em jeito de conclusão, por agora queria fazer a minha previsão das saídas até ao final:
esta semana: Sandra (ficam 4)
semana seguinte: Mónica

Os finalistas serão o Frota, WC e Conde, e o vencedor será o Frota.
Parece-me que o Frota irá ganhar pela mesma razão que o Figo ganhou a sondagem de todos os sites estrangeiros que perguntavam qual o melhor jogador do ano, e pela mesma razão que quando um jornal espanhol fez uma sondagem online sobre qual a razão pela qual a Espanha perdeu o jogo com Portugal no euro2004 o resultado foi "porque não sabem jogar" (ou mais ou menos isso).
0 comentário(s)

Racismo e xenofobia

No público de hoje:
Oito portugueses, incluindo uma criança, conseguiram sair ilesos de um incêndio de origem criminosa na casa onde dormiam, na madrugada de domingo, em Dungannon, na Irlanda do Norte. A polícia está a investigar o caso, que pode ter tido "motivações racistas".

Depois nós é que somos racistas e xenófobos...
0 comentário(s)

segunda-feira, dezembro 13, 2004

Tu não me demites! Eu é que me despeço!!

Não sei se se lembram de um congresso do psd, já há alguns anos, em que o Marcelo, Durão e Santana Lopes, disputavam a liderança do PSD. Quem ganhou foi o Marcelo Rebelo de Sousa, mas do que me lembro bem, é de uma caricatura que fizeram na tvi ou na sic (nao consegui encontrar na net) que mostrava bem a forma de disputa dos três candidatos.
O Marcelo corria à frente tal como o Carlos Lopes faria, o Durão tentava chegar perto, mas olhava sempre para cima (para o Marcelo) com um ar amedrontado e com medo que o outo o esmagasse a qualquer momento, e atrás, a conduzir um triciclo vinha o Santana Lopes.
Foi com este veículo que o Santana chegou a São Bento. Ao longo de 4 meses pudemos assistir e comprovar que esta criança não tinha mudado muito. Aliás, mudou, mas em vez de crescer a criança começou a transformar-se em bebé e só parou quando voltou para a incubadora.
Esta não é, de todo, a forma como um primeiro ministro se deve comportar. Mas o melhor mesmo é o menino mimado e birrento com que agora nos anda a presenciar. O PR fez o que tinha a fazer e o Santana comportou-se como esperado:"Ai tu demites-me??? Então eu despeço-me! TOMA TOMA"!
Pois eu acho que ele faz muito bem. Que vá e não volte!
1 comentário(s)

domingo, dezembro 05, 2004

Por falar em queda do governo (sem acentos)

Eu nem estou com muita vontade de falar de política, por isso aqui vai um résumé muito curtinho de uma coisa que me passou pela cabeca...
O Paulo Portas é um gajo inteligente. Pelo menos foi o que pareceu no dia em que saiu a anunciar que ia a eleicoes sozinho (ele e o partido devem conseguir eleger alguns deputados que nao precisarao de mais do que um táxi para os transportar até à Assembleia da República), e a explicar ao povo português que eles (CDS-PP) é que eram os bons da fita, o factor estabilizador da coligacao, etc... Além de se ter feito forte, pôs o PPD-PSD a reboque das decisoes do PP.
Agora nao percebi bem se o PSD acaba de mudar de ideias e já quer ir a eleicoes coligado ou nao... Mas vamos lá a ver...
Se o PSD for a eleicoes sozinho, vai "comer" por dois lados: do lado da oposicao, porque foi um péssimo governo; do lado do ex-parceiro de coligacao, porque afinal parece que a instabilidade e incompetência vinha toda do lado do PSD. Ora este cenário convém a quem quer afastar PSL da vida política de forma definitiva (bem, definitiva se calhar é uma palavra muito forte, mas enfim), nomeadamente aqueles que se aprontam para o papel de líder do partido.
Se o PSD for a eleicoes coligado, provavelmente terá menos votos do que os que teria indo sozinho a eleicoes, mas com as seguintes vantagens: primeiro, pode "deitar as culpas" do mau resultado ao CDS; segundo, e esta vantagem é só para PSL e amigos, PSL nao fica politicamente moribundo (pois, morto, para uma enguia desta envergadura, seria muito forte); terceiro, sempre pode aproveitar os "feitos" já apregoados por PP e ainda consegue esquivar-se ao ataque furioso de PP e do CDS.
Agora vamos ver que acontece.
0 comentário(s)

De morrer a rir...

Um post de um site onde fui dar por acaso (ou melhor, porque estava na barra dos blogs do jumento, e eu estava sem vontade de desligar o pc e ir à minha vida).
Também se podia chamar "como adulterar os resultados de uma sondagem online", mas na verdade nem todos os sites sao tao estúpidos como este... Eu pelo menos já tentei em várias sondagens, e tenho a certeza que apagar o cookie nem sempre é suficiente!
0 comentário(s)

sábado, dezembro 04, 2004

Votação

"Concorda com a decisão do Presidente da República em convocar eleições antecipadas?"
Bem, pelos vistos até no site do PSD a maioria concorda com a decisão do presidente... (link) Vale a pena ir lá espreitar os resultados...
0 comentário(s)

sexta-feira, dezembro 03, 2004

Finalmente II

Não percebo porque ainda não vi comentários aqui a respeisto da queda do governo. Se calhar era uma das coisas que querias dizer enquanto não foi possível criar posts.

Descobrir que o governo do meu país tinha caído foi uma sensação diferente.
Só me lembrava do livro 'Paula' da Isabel Allende. Tá bem que aqui, até ver, foi tudo muito mais pacífico. O primeiro ministro não foi morto e não morreu ninguém, injusta ou justamente. Este episódio também me faz lembrar as últimas histórias da Venezuela...

O que quero dizer, é que o nosso país, situado na Europa e que levou a civilização a outros continentes, tem mostrado ao mundo o que tem de pior nos últimos anos.
Uma pequena ponta do véu, foi levantada quando Vale e Azevedo foi julgado e condenado por burla e branqueamento de capital (acho eu que foi isto). Já foi bastante mau, mas fez o povo pensar que em Portugal a justiça existia e era para todos.
Mais tarde foi o caso da 'Amostra' da Universidade Moderna e que envolvia o Paulo Portas (ainda não posso acrediar que nunca mais um barco como o vulgarmente chamado 'barco do aborto' vai ser proibído de atracar em águas territoriais portuguesas, por uma gajo qq armado em bom e justo!! Nunca ouviu dizer que não se atira pedras quando se têm telhados de vidro?? GAYZOLAS) ... aí começámos a sentir que a justiça poderia ser manipulada para decidir a favor de quem desse mais... E o Paulo Portas safou-se sem explicar muito bem como tinha conseguido os seus carros e mansões.
Mas a verdadeira derrocada aconteceu quando o Carlos Cruz, sim, o Carlos Cruz, foi acusado da pratica de abuso sexual de menores. Claro que no início todos pensámos que era engano. Mas com a prisão preventiva que nunca mais acabava, começámos a perceber que este senhor não podia só ter estado no local errado à hora errada com as pessoas erradas... começámos a perceber que havia muita coisa para explicar e ficámos aliviados por haver leis iguais para todos (ricos e pobres). Mas foi sol de pouca dura. Um a um foram libertando os presos e ficou apenas o que abria a porta aos graúdos e de quem ninguém tinha ouvido falar. Agora podemos assistir a um julgamento em que há apostas para adivinhar o seu desfecho.
Também posso continuar aqui e falar do Apito Dourado... mas agora o povo já não sente que a justiça é feita... o sentimento é que temos um país cheio de burlões e que mais tarde ou mais cedo todos acabam por se escapar.
Só com estas condições no país é que o Sr. Santana Lopes (ou bico de pato) , poderia chegar a primeiro ministro. Não precisou de eleições e depressa se habituou a olhar de cima, fora alguns precalces como o discurso da tomada de posse em que saltou ... deixa ver... 20 páginas? ou demonstrou que não sabia ler. Mais grave que isso foi demonstrar que não sabia governar...
O Presidente, fartou-se do bebé que não saía da incubadora e matou o filho prematuro.
E fez muito bem.... esperemos agora que tudo comece a mudar para melhor e só espero não me vir à lembrança mais nenhum país em que facilmente há quedas de governos.
1 comentário(s)

Finalmente

Há uns dias tinha tanto para escrever e o blogger cortou-me o pio... Hoje já nem me lembro quais eram os assuntos que tanto me empolgavam há dois dias atrás.

Fim de semana à porta, e vem mesmo a calhar. Entre ir ver a Bridget Jones (o filme não há-de ser tão mau como o pintam) e experimentar umas receitas da net (sobremesas), acho que me vou ter com que me entreter. Já há uns tempos que andava com vontade de experimentar fazer natas, e para "acompanhar", ou seja, não deitar as claras fora, ao mesmo tempo vou experimentar fazer um pudim molotov. A ver vamos se sai alguma coisa de jeito. Em todo o caso, não se aceitam reclamações! :-)
0 comentário(s)