terça-feira, abril 12, 2005

Introspecção

Muitas vezes escrevo posts que eram para ser comentários, quer aqui quer noutros blogues, mas que por achar importantes ou grandes demais acabam por vir parar aqui à "primeira página". Este é mais um que se encaixa nesta categoria. Vem no seguimento ao comentário do Peter (noiseformind) e tem em conta que ele estava a responder ao post da Paulita.
Gosto deste espaço como ele é, e daquilo que se tem vindo a tornar. Não é por ter mais ou menos comentários de homens que vou mudar o que escrevo ou o estilo do que escrevo. Mas claro que fico contente por saber que também há homens que lêem este blog e gostam, até porque às vezes fico com a impressão que por aqui é só miúdas (nada que me incomode, aliás, pelo contrário). O Peter é bem capaz de ter razão no que escreve no comentário. Nunca tinha pensado nisso (e o blog trintapermanente tinha passado por ele para aí uma vez, tive que procurar no google a ver o que era, já não me lembrava), e faz muito sentido. Por outro lado, acredito que os blogs acabam por ser um pouco os reflexos das vidas de quem os escreve, presos ou libertos de algumas amarras, conforme as opções. Por exemplo. Fui de férias à Madeira. Toda a gente que lê o blog, sabe. Por isso tirei montes de fotos, e postei por aqui algumas, juntamente com comentários (pessoais, claro, não poderiam ser de outro tipo) sobre as mesmas. Mas regra geral, nunca escrevo nada de muito muito pessoal. Ao mesmo tempo, quando escrevo aqui, nunca tenho a preocupação de agradar a absolutamente ninguém. Quem gostar, volta, quem não gostar, não volta. Não preciso que me venham "afagar o ego", escrevo porque às vezes sinto que me falta dizer estas coisas em português, e só o facto de as pôr "no papel" já me faz sentir melhor. (Claro que gosto de elogios, como toda a gente. Mas não escrevo com esse objectivo.)
Penso que esta lógica (se gostas, volta, se não gostas vai ler outro blog) se aplica também aos outros blogs. Tenho vindo a assistir a algumas polémicas em alguns blogs onde às vezes aparece uma "voz dissidente" nos comentários. Umas vezes com educação, outras nem tanto, essas vozes são normalmente mandadas para outro lugar (mesmo, e o outro lugar seriam outros blogs, nada demais!). Se há algum tempo este tipo de polémica me incomodava um pouco, hoje em dia entendo perfeitamente. Um blog não é um jornal. Não é serviço público. Não tem que agradar a gregos e troianos. (Ontem visitei um blog para mim novo. Entrei, li a primeira página, até que encontrei um post que me pareceu profundamente machista. Fiquei por ali. Nem me dei ao trabalho de comentar, até porque todos os outros comentários eram de concordância. Não voltarei a passar por lá, a não ser, talvez por engano. Esse blog nunca terá um link meu.)
A caixa de comentários é uma coisa gira. Ao início pensei que ninguém iria comentar, porque ninguém lia isto. Felizmente estava enganada, e tenho vindo a conhecer alguns blogs interessantes à conta dos comentários. Por outro lado desde que a introduzi que tive medo de apanhar SPAM por lá, mas até agora tenho tido sorte (algum SPAM, mas pouco, nada que me obrigue a repensar a caixa mágica).

Acho que acabei por divagar um bocado...
Um bom dia a todos os que por aqui passarem e têm paciência para me aturar. Para os outros... também :P!
2 comentário(s)

2 Comentário(s):

Concordo contigo. A caixa de comentários está lá para todos: para os que gostam, e para os que nao gostam. Mas há uma diferenca entre os que nao concordam com alguma coisa e sabem argumentar e os que nao concordam simplesmente por birra. Para esses nao tenho paciência. É melhor que simplesmente nao comentem, como tu tao bem dizes.

By Blogger Polliejean, at 11:46 da manhã  

Exactamente. E tal como reparaste, snowgaze, foi esse mesmo o sentido do post que escrevi sobre isso. Porque eu apanhei suficientemente desse "SPAM". Que não é SPAM, sequer, é apenas a expressão das birrinhas de alguém que julga que, por escrevermos um blog e termos uma caixa de comentários disponível, temos forçosamente de querer agradar ou ser simpáticos com quem o visita. Nada mais falso, if you ask me...
Proponho a criação da FeBoDe - Federação dos Blogs Desalinhados. ;)

By Blogger Tiago, at 5:52 da tarde  

Enviar um comentário página inicial