quarta-feira, novembro 08, 2006

O Natal é lindo

Lá-lá-lá-lá...
Falta pouco mais de um mês e eu já não penso noutra coisa. Não é por causa do consumismo das prendas, nem é por causa da comida (bem...), é por causa das festas e do espírito. E o espírito deste ano disse-me que tenho que comprar as prendas antes do fim deste mês (antes que fique frio a sério e as lojas estejam tão cheias que já não se consiga lá entrar - não que elas estejam vazias por agora, que no fim de semana passado estavam todas tão lotadas que perdi logo a vontade de fazer compras) e usar o resto do tempo para preparar as brincadeiras de Natal. Pois, que o puto é exigente e tem que ser entretido com mais do que umas simples prendas que se podem encontrar numa qualquer loja. Não isso não serve. Portanto para além do vídeo do Natal do ano passado - a parte que revela quem é a mãe Natal não pode ser vista pelo miúdo por razões óbvias - ainda é preciso organizar algumas brincadeiras para o entreter, como a "busca das prendas". E ainda tenho que convencê-lo a aprender uma canção ou a fazer um teatrinho connosco, coisas que podem ser reutilizadas de umas festas para outras.
Apesar de já ter começado o processo de convencer o miúdo a fazer alguma coisa - afinal está a crescer e não podemos ser nós a fazer tudo por ele, começa a ser hora de o miúdo nos entreter a nós - está difícil. Ele gosta de resistir, e eu acho que ele faz disso um desporto. Ontem afirmava categoricamente que não gosta de cantar. E eu insistia que era uma boa ideia, e ele insistia que era uma seca. Se eu não soubesse que o puto dá autênticos espetáculos na banheira, festivais da canção em que ele faz de conta que é todos os participantes, se eu nunca o tivesse visto e ouvido a tentar acompanhar (cantando) músicas que nunca antes tinha ouvido, eu até acreditava nele.
E depois, veio-me com a desculpa de que não consegue decorar um teatrinho. Ele, que no ano passado não só sabia as falas dele no teatrinho que fizeram na escola, sabia também de cor todas as outras falas dos outros meninos.
O miúdo não é bem um mentiroso. É mas é um preguiçoso.
2 comentário(s)

2 Comentário(s):

Pessoalmente nunca gostei desses teatrinhos de natal que quer se queira quer nao servem mais para entreter os graudos do que os miudos.

By Blogger ups, at 2:33 da tarde  

Acho que depende. Há maneiras de fazer coisas que divirtam também os miúdos. Além do mais, não tem que ser obrigatoriamente sobre "o natal" como acontecimento sério e pesado, pode ser uma história divertida de trapalhices de um menino que se vê em sarilhos com o pai Natal, ou outra coisa qualquer mais a dar para o lado da brincadeira.

By Blogger Snowgaze, at 12:05 da tarde  

Enviar um comentário página inicial