quarta-feira, outubro 11, 2006

Pay me in kind

Paguei o café a um colega com que nao falo muitas vezes, porque me apercebi que ele nao tinha trocos. O engracado é depois ficámos imenso tempo à conversa. Fiquei com a impressao de que ele me estava a pagar o favor, fazendo-me companhia... Foi um prazer, pagar-lhe o café e ficar na conversa, mas em retrospectiva, foi um bocadinho estranho. Por mim, ele podia ter ido embora logo a seguir. Como lhe disse, pagam-me tantas vezes o café, nao me custa nada retribuir o favor a alguém (eu sou assim, acho que se o universo me trata bem também o devo tratar bem, ainda que as pessoas me fazem favores e aquelas a quem eu faco favores nem sempre sejam as mesmas). E se por acaso - muito por acaso - hoje eu até ia tomar o café sozinha - os meus amigos bebedores de café estavam todos para fora - isso nao me incomoda minimamente. O tipo que estava no canto do bar, sozinho, a beber o seu café com um ar alucinado e a dar risadinhas enquanto olhava para uma esquina no tecto, esse sim, estava-me a perturbar um bocadinho. Ainda para mais era parecido com o Tim Booth.
3 comentário(s)

3 Comentário(s):

aaah, o Tim Booth.. mais coisa menos coisa é como o nosso Tim, o dos chutos, sao tao parecidos! (ihihihih)
Sabes, adoro uma musica dele que até me arrepia, que é o Please fall in love with me. Conheces?

By Blogger Minhoca, at 10:09 da manhã  

Conheço pois. É do álbum Booth and the Bad Angel, tenho lá em casa (original, olé). LINDA. :)

By Blogger Snowgaze, at 10:49 da manhã  

"O tipo que estava no canto do bar, sozinho, a beber o seu café com um ar alucinado e a dar risadinhas enquanto olhava para uma esquina no tecto, esse sim, estava-me a perturbar um bocadinho."

Eu acho que as vezes faço isso...

By Blogger ups, at 5:33 da tarde  

Enviar um comentário página inicial