quinta-feira, setembro 14, 2006

Blogue do dia

A sombra. Entre outras coisas, porque coloca vários questoes sobre os ataques ao WTC que também me intrigam. Esta história nao cheira nada bem. E, provavelmente, nunca vamos saber o que é que realmente se passou.

Pergunta 4: Como é possível que nem um dos 19 sequestradores,identificados pelos investigadores do 9/11, apareça nas listas de passageiros dos vôos que sequestraram?
5 comentário(s)

5 Comentário(s):

Dou-te uma possível resposta a ti (depois de lhe ler o post) que ele não a aceitaria.

As listas não estão na posse apenas das companhias aéreas. Estão, após serem feitas, imediatamente disponíveis nas mãos do National Transportation Safety Board. Esta agência, federal, deve ter entregue imediatamente as listas ao FBI e CIA para investigação. Não deve ter demorado mais que o tempo de saberem (e souberam imediatamente) que um avião embateu contra uma das torres. Ou se calhar foi ao saberem que tinham desaparecido dos radares e ignoravam as ordens dos controladores em terra. Depois dos telefonemas dos passageiros terá sido simples identificarem que os sequestradores eram árabes. A partir daí foi uma questão de rever os vídeos de segurança do aeroporto para ver os passageiros e comparar com a lista de suspeitos (se não me engano, todos ou quase todos eles estavam nas listas a vigiar). Se os nomes dos terroristas foram divulgados mais tarde, isso deve-se certamente a questões de segurança da investigação.

Segunda hipótese, mais simples (mas também mais improvável): os terorristas compraram todos os bilhetes na hora, o que faz com que não estivessem no manifesto de voo. Ou mais simples ainda: deram identidades falsas, as quais foram facilmente identificadas.

Nota que não sabemos se ele realmente leu o relatório (eu apostaria que não) ou se está numa de "diz que disse". E também não sabemos se alguns dos "factos" que esgrime serão reais ou inventados.

Por fim temos dois pormenores a saltar à vista e que esquecemos, muito por causa dos filmes: a maioria dos crimes, especialmente os grandes e internacionais, são resolvidos em apenas algumas horas após serem executados, especialmente quando já se tinham tantos indícios da sua possibilidade de ocorrerem (como era o caso) e os meios que um país como os EUA tinham ao dispor.

Teorias da conspiração há muitas. É preciso é às vezes lembrarmo-nos que as coisas não seguem as lógicas do dia a dia.

By Blogger JSA, at 12:20 da manhã  

Já agora dou resposta às outras perguntas.

1. As torres caíram no espaço de tempo que um corpo demoraria a cair do toipo porque foi precisamente isso a acontecer. Aliás, terão demorado uns segundos extra. O facto de toda a estrutura estar suportada pelos pilares exteriores tornou a queda simples. A pressão do ar nos andares inferiores ajudou à destruição.

2. É frequente que os corpos de vítimas de desastres aéreos estejam essencialmente intactos. A causa da morte é essencialmente devida a sangramentos internos e aos órgãos a bater nas paredes do corpo. Um avião, tal como um automóvel, está feito para absorver todo o choque na sua estrutura, o que o faz desintregrar-se (e assim absorve ainda mais a ebnergia cinética). Além disso é um corpo rígido, o que significa que se dfesintegra mais facilmente que um corpo humano, elástico.

3. Todos os telemóveis funcionam nos aviões. As razões que levam as companhias a não os ligarem são pura e simplesmente de ordem comercial: os telemóveis no ar interferem com as redes em terra. Funcionam na mesma e não interferem com os equipamentos do avião. Os tais sistemas que permitem essas ligações servem para evitar interferências com as redes em terra. Além disso não convém esquecer que o tipo de tecnologia nos EUA é diferente da nossa GSM na Europa e que os aviões estavam a voar a baixa altitude e, por isso, mais acessíveis em termos de rede. Esta pergunta surge apenas e só por ignorância.

By Blogger JSA, at 12:27 da manhã  

Caro Snowgaze,

Grato pelo destaque e por se juntar ao côro de perguntas que não podem parar de ser feitas.
Agora, se me dá licença:

Caro JSA:
No hard feelings.

Um abraço,
RS

By Blogger RS, at 5:28 da manhã  

Caro JSA
Saberá também elucidar-nos sobre o motivo que levou, no mês passado (Agosto) a Comissão de Inquérito do 9/11 a reabrir o processo com um Inquérito ao Pentágono?...
Não terá sido "Prática da conspiração" toda a trama forjada para justificar a invasão do Iraque?...
Como se chama ao que sucedeu em 9/11 de 1973, no Chile?...
...

By Anonymous manuel da cerveira pinto, at 6:05 da tarde  

Bem, nao estava à espera que um simples destaque a um blogue suscitasse tanta discussao, mas fico contente com o resultado. Finalmente vi o Loose Change, e fiquei convencida de uma coisa: há várias perguntas com respostas pouco convincentes.
Em relacao aos telemóveis, nao creio que realmente funcionem no aviao, por uma razao muito simples: já me aconteceu esquecer-me de desligar o telemóvel num vôo, e o que aconteceu foi a bateria descarregar totalmente num vôo de 3 horas... o que significa que nao tinha rede lá em cima, pois a carga estava praticamente no máximo antes de entrar no aviao. (Quando nao há rede o telemóvel gasta mais bateria pois está constantemente a procurar rede.)
As motivacoes económicas por detrás do 911 sao enormes, e todos sabemos que "money makes the world go round"... Nao tenho dificuldade nenhuma em acreditar que alguém fizesse uma coisa daquelas por dinheiro - afinal nao era uma questao de tostoes, mas sim de bilioes.

By Blogger Snowgaze, at 8:30 da tarde  

Enviar um comentário página inicial