sexta-feira, junho 09, 2006

WM 2006

Hoje é o jogo de abertura do campeonato do mundo de Futebol, em Munique. Seria de esperar milhares de turistas, futebolistas fanáticos, a loucura por todo o lado. Pois... quer dizer... só se andarem escondidos. É verdade que anda por aí gente ansiosa pelo primeiro jogo, mas daí a dizer que a cidade foi invadida por doidos da bola vai um enorme passo. Em Munique há turistas todo o ano. Em qualquer altura que se passeie pelas ruas do centro se ouve falar diversas línguas, e se vê gente que obviamente não tem a mesma cultura. Artistas de rua, há-os sempre, em maior quantidade quando está bom tempo (ou seja, quando a neve acaba, que por cá o conceito de bom tempo é muito diferente do português). Mesmo sem futebol.
A grande diferença (grande é se calhar uma força de expressão) é que há uns écrans gigantes espalhados por aí, para o pessoal ver os jogos. E que quase todas as lojas têm pelo menos nas montras motivos relativos ao futebol. Muitas delas até têm matraquilhos à borla para o pessoal se divertir, que ainda assim estão sempre livres. E por falar em lojas, aconteceu uma coisa extraordinária. Quase se pode classificar como um milagre. Não é que, durante o campeonato do mundo, as lojas estarão abertas até às 22h00? Não todas, mas pelo menos as do centro, e os centros comerciais. E não é que domingo, dia 18, haverá lojas abertas entre o meio dia e as oito da noite (quer dizer, a essa hora ainda brilha o sol, quando o há)? Extraordinário, nunca pensei que isto viesse a acontecer. Eu tinha a ideia de que os alemães não queriam saber dos clientes para nada (e por isso fechavam as lojas cedo e nunca abriam aos domingos) e que para eles vender mercadoria era na realidade um grande frete que faziam. Afinal, precisavam era do incentivo certo. Em Portugal, a Assembleia balda-se por causa da bola. Em Munique, trabalha-se mais.
2 comentário(s)

2 Comentário(s):

Vai dando notícias sobre o ambiente, para podermos saber toda a verdade - depois do jornal da SIC ontem também fiquei convencida que Munique estava a fervilhar de excitação futebolística! E quanto ao risco de atentado no jogo de abertura, acreditas?

By Anonymous carla, at 1:49 da tarde  

carla: não acredito nada que haja um atentado. Nem no jogo de abertura, nem na final, nem nos outros jogos. Quanto À excitação... isso não será "fabricado"? Digo entre aspas, porque a maior parte das vezes parece-me que os jornalistas pegam em meia dúzia de pessoas e transformam-nas numa multidão, ou pegam numa pequena coisa e transformam-na num acontecimento.
Não digo que não haja imensos turistas por aí, nem que o pessoal não esteja ansioso pelos jogos. Mas não vejo uma diferença muito grande em relação ao que é Munique nesta altura do ano sem campeonato.

By Blogger Snowgaze, at 2:59 da tarde  

Enviar um comentário página inicial