quinta-feira, maio 11, 2006

A vida é bela

Pois é meus amigos. Corre-me a vida bem. Aliás, como de costume, ainda para mais nesta época do ano. Quer dizer, se pensar bem nisso, até tenho uns problemas que gostava bem de eliminar. Mas esses sao defeitos da PDI, e quanto a isso pouco há a fazer, apenas corrigir o que se pode e aceitar que a velhice vem a caminho.
Tenho andado ocupada. O trabalho tem-me corrido como eu gosto, e nestes últimos dias parece que tudo o que poderia correr bem, corre melhor ainda. É o meu toque de Midas. Já estou habituada, mas durante o Inverno tinha-me esquecido disso.
Conhecem a "lei de Rita"? Pois, eu chamo-lhe "a minha estrela da sorte". Sou uma pessoa sortuda, daquelas que nasceu com o rabo virado para a lua. Se as coisas me podem correr bem, correm, se correm mal, ainda assim correm mal da melhor maneira possível. Já me aconteceu estar a ir para o aeroporto, atrasar-me por causa do trânsito, e no fim ser beneficiada por estar no fim da fila. Sim, pois quando o aviao foi cancelado eu estava mais próxima do balcao onde se tinha que mudar o bilhete e por causa disso consegui chegar ao destino mais ou menos à mesma hora que tinha planeado. Quando era bem pequenita já a sorte me sorria. Encontrava moeditas pelo chao. Os meus sonhos eram povoados de acasos cheíssimos de sorte, como passear pelas ruas e encontrá-las repletas de moedas que eu ia metendo ao bolso. Nao sei porque é que nunca sonhei com apanhar notas, mas é capaz de ter alguma coisa a ver com o Patinhas. Afinal, ele nadava numa caixa forte cheia de moedas, e nao em notas. Além de ser extremamente rica (nos sonhos, claro, com uma sorte destas como é que nao podia ser?), eu tinha toda a espécie de super-poderes. Bastava adormecer, para poder dar saltos gigantescos, voar como o super-homem (ou deveria dizer super-mulher?) e até, imaginem, retirar bolachas do écran da minha televisao enquanto davam anúncios. Ainda nao tinha atingido a minha altura de hoje, e eu já sabia que eu tinha sido bafejada pela sorte.
Algures durante a adolescência, esqueci-me disso. Nao é que a vida me corresse mal, na verdade nunca tive razoes de queixa - o que deixa em aberto a questao: será que eu tenho uma vida extraordinária, ou apenas me contento com pouco? - mas simplesmente esqueci-me que existe algo chamado "sorte". Ou nao.
Como jovem adulta, ou seja, a partir da universidade, comecei a aperceber-me da enormidade de "felizes acasos" que povoam a minha vida. Eu cheguei a ganhar sorteios em que nem sequer sabia que tinha participado. Consegui todos os empregos que me interessaram. Havia sempre alguém pronto a safar-me quando eu precisava - cheguei a ir passear a países estrangeiros com meia dúzia de trocados no bolso sem problemas nenhuns. Claro que a um certo ponto, isto fez "click" na minha cabeça. Espera lá miúda, pensei de mim para comigo, estas coisas acontecem-me! Se posso ter sorte, eu vou mesmo ter sorte! A partir deste momento inspirador, deixei de me preocupar com o acaso. Nao deixei de dar uma ajudinha ao meu fado, mas se eu garantia o 10, o meu destino trazia-me o 100.
Houve uma altura em que andava convencida que ia ganhar o totoloto. E nao é que uma noite, sonhei com os números? Infelizmente, andava tao obcecada com esta ideia que acordei antes de conhecer o quinto e o sexto números, e portanto só consegui um quatro. De qualquer forma, acertar quatro números na única vez em que se joga o totoloto já é um saldo bastante positivo.
É possível que eu nao seja a pessoa mais sortuda do mundo. Ou apenas uma medricas. Na realidade, tenho medo de testar a minha sorte. Os meus rapazes gostam de jogar na raspadinha quando vamos a uma feira de rua, por exemplo à Oktoberfest. Nessas alturas, claro que jogo sempre com eles. Regra geral, duas pessoas saem de lá com menos um euro cada, e eu saio com um prémio qualquer no bolso. É a minha sina, que é que hei-de fazer?
6 comentário(s)

6 Comentário(s):

o que se pode chamar de uma pessoa bafejada pela sorte, mas isso e so porque mereces. Agora ve la se da proxima vez que sonhares com os numeros do loto nao acordas antes do tempo :))
( desculpa a falta de pontuacao, estou sem pc e o notebook nao tem teclado em portugues)
beijos

By Blogger Micas, at 12:00 da manhã  

Eu tambem tenho muita sorte.
Hoje, acho que tive muita sorte em encontrar o texto optimista que escreveste.

Vou voltar sempre.

By Blogger Eu mesmo, at 12:15 da manhã  

vá, hj é 6ª, manda lá os números do euromilhões.... :)

By Blogger tiago, at 9:33 da manhã  

micas: não precisas de pedir desculpa. Ou não reparaste que eu escrevi sem acentos? ;)

eu mesmo: eu bem queria estar sempre carrancuda e mandar vir com tudo e todos, mas não dá!;)

tiago: acho que primeiro tenho que perceber como é que isso do euromilhões funciona. É que por cá não há disso!

By Blogger Snowgaze, at 9:35 da manhã  

é fácil... 5 números até 50, 2 estrelas até 9. dizes-me os números, ganhamos, eu fugo com os 25 milhões de euros, e depois envio-te a tua parte de uma qualquer ilha deserta no pacífico...

By Blogger tiago, at 10:45 da manhã  

fácil? só me admira como é que há gente que acerta nisso tudo! ;) De qualquer maneira, se sonhar com os números aviso-te!

By Blogger Snowgaze, at 10:56 da manhã  

Enviar um comentário página inicial