quinta-feira, fevereiro 16, 2006

Chuva, chuva e mais chuva

Odeio chuva. A sério. Não me tanto muito se estiver em casa, porque dentro de casa não chove, mas de resto, não gosto nadinha de chuva. Quando chove fica tudo molhado, óbvio, as calças sujam-se com qualquer coisinha, fico desconfortável e corro para o aquecedor mais próximo, para secar a roupa. Não gosto de usar gabardinas, e os guarda-chuvas só impedem a cara de ficar molhada, e isto nos dias em que a chuva não está muito violenta.
Ontem choveu imenso durante a noite. Não acordei, mas enquanto dormia ouvia a chuva bater no telhado, e a neve a escorregar para baixo. É engraçado, às vezes a chuva pode ser bem sonora, ouve-se a ricochetear com força no telhado, mas o som de uma massa de neve a escorregar consegue ser ainda mais audível. Hoje de manhã, ainda mais chuva. Está tudo meio alagado, com as placas de neve compactada a impedir o escoamento, e água e mais água por cima da neve misturada com gravilha. À beira-rio, onde há uma grande extensão plana, criou-se um lago que (não) corre ao longo do Isar. Nessa zona, há neve, neve e mais neve, e por cima a água, este lago esbranquiçado com margens ainda brancas.
Eu não gosto de chuva. Mas já estava tão farta desta neve "velha" que vem e nunca mais se vai, que desta vez até gostei.
1 comentário(s)

1 Comentário(s):

Boff, eu nao gosto nada...nunca...bem que a chuva podia ser proibida...

By Blogger Rita Dantas, at 5:08 da tarde  

Enviar um comentário página inicial