segunda-feira, janeiro 30, 2006

Telhados e neve

(just for the record)

Estes gajos andam a ver se baralham o pessoal todo. Já toda a gente sabe que o aquecimento global, bla bla bla, tem efeitos catastróficos, bla bla bla, que poderá passar a haver veroes muito mais quentes, e que os invernos poderao passar a ser muito mais frios, bal bla, e que o calor pode provocar mais incêndios, e que as cheias vao passar a ser mais frequentes, bla bla bla, e que o degelo pode provocar o desaparecimento de quase metade de portugal, e que os veroes secos e muito quentes poderao fazer com que o centro e sul de portugal se tornem num deserto.

Saltou-me a tampa. Tive um dia lixado, sinto-me exausta, e a precisar de férias, e hoje é apenas segunda-feira. E nao é que chego a casa, e estes gajos entram-me pela casa adentro, a proclamar o fim do mundo. E isso, por si só, nem sequer me incomodou, pois o trabalho destes gajos é esse mesmo, anunciar catástrofes dia após dia, meter medo ao pessoal, porque nao há nada mais perigoso do que estar vivo. E se no ano passado durante todo o ano anunciaram a seca generalizada, já nem havia água para beber ou para tomar banho, mas os campos de golfe continuavam a ser irrigados porque nao queremos que os turistas sofram, e estavam à espera de que o deserto se concretizasse e por esta altura em vez de sentir o inverno estaríamos a habituarmo-nos aos rigores de um clima próprio do norte de áfrica, agora anunciam os invernos cada vez mais rigorosos, que farao de portugal um local mais parecido com a suécia, mas que no verao continuará a progredir na transformacao em norte de áfrica. Já nao há pachorra. Porque é que um niquinho de neve faz com que portugal páre, um niquinho de gelo faz com que as estradas sejam cortadas... desculpas, é o que é. As visitas dos repórteres a braganca, ai, porque está a never, e eles, os repórteres, nunca viram neve, porque a verdade em que em braganca todos os anos neva, e todos os invernos faz frio, e as pessoas nao têm culpa de que estes gajos nao tenham mais nada para encher um telejornal de hora e meia, mesmo com todas as reportagens de 5 minutos, directamente da porta do primeiro ministro, que nao vai dizer nada ou que já disse que nao vai dizer nada. Ao menos em braganca passa-se alguma coisa, só admira como é que ninguém vai lá no verao quando está um calor dos infernos, deve ser porque por essa altura estes gajos foram a banhos para outros locais menos esquecidos.

E isto tudo apenas porque queria dizer que os telhados, em munique, por lei têm que ser capazes de suportar 100 kilos de neve por metro quadrado. Uns kilómetros mais a sul, mais perto das montanhas, esse requisito aumenta para o dobro. Estava aqui a pensar se isto continuará a ser suficientes dentro de alguns anos, e estes gajos entraram-me pela casa adentro a semear a desgraca. Entornaram o caldo. É que se ao menos dissessem o mesmo que disseram no ano passado, eu até podia ligar ao que dizem. Agora se a desgraca anunciada é reajustada todos os anos, como é que eu vou acreditar em qualquer uma destas desgracas?
2 comentário(s)

2 Comentário(s):

Instalando ar condicionado além do aquecimento central! Mais vale prevenir. Nunca se sabe... :)

By Blogger Dani, at 12:29 da manhã  

Por muita vontade de distribuir pares de estalos que coisas destas te possam causar, a verdade é que o povo portugues adora deixar-se levar pela emoCao.
Se fosse preciso alguem descrever o coraCao portugues, bastava porem o Albarran, com aquela cara contrubada a dizer como fazia no seu programa 'o horror, o drama, o perigo...'
As pessoas gostam de emoCoes. Querem algo que as faca parar com o que estao a fazer para VIBRAREM.
Aqui nao é assim, a informacao tem um objectivo, ser pratica, assertiva, categorica.
Nos somos latinos, mulher!! Queremos é novelas mexicanas com muita paixao e pulsaCao acelerada!!! :))

By Blogger Minhoca,a verdadeira, at 11:24 da manhã  

Enviar um comentário página inicial