quarta-feira, novembro 23, 2005

Spammers e chain letters

Recebi um daqueles mails género "vamos todos assinar lá em baixo e reenviar para todos os nossos contactos" e salvar a floresta amazónica/um miúdo com uma doença rara/ganhar um telemóvel/manifestar o nosso amor por uma espécie de animal tão raro que nem sequer temos a certeza de que existe.
Eu até acho piada a alguns chain-mails. E alguns destes mails que pedem para assinar parecem realmente ter algum interesse, ao apoiar alguma causa meritória. Mas isso é enquanto o meu cérebro ainda está a dormir. Porque assim que acorda, começa a bombardear-me com perguntas difíceis:

1 - porque é que no email pedia para a milésima pessoa que assinasse enviasse o email também para um certo endereço? Cada milésima pessoa que fizer isso estará forçosamente a reenviar vários nomes repetidos (999 ou menos) para quem recebe este email de confirmação por supostamente andar a recolher nomes para juntar "à causa".

2 - o conteúdo do mail parece-me duvidoso. Enuncia um problema tão grave (é pá, isto é um despiste freudiano, eu estou com mais saudades das aulas de matemática do que alguma vez na vida imaginaria) que seria no mínimo muito estranho não ter ouvido falar disso nas televisões ou ao menos nos jornais.

3 - desconfio que o que realmente anda a ser coligido é uma lista de emails válidos, uma base de dados muito valiosa para spammers. Será que eu quero mesmo que algum profissional do spam apanhe o meu email?

4 - para confirmar, envio, a partir de uma conta de email que nunca uso (só serve mesmo para dar emails a sites na net que requerem registo mas que a longo prazo não me interessam), uma mensagem ao tipo a quem se deve enviar a lista quando chegar à milésima pessoa. O resultado não é surpreendente: o email vem devolvido, com a mensagem de que o endereço do destinatário não existe.

Como é evidente, não reenvio a mensagem para ninguém. Não vale a pena andar a fazer outras pessoas perder tempo. No entanto, o meu cérebro, esse chato, não me deixa em paz. Continuam a borbulhar perguntas na minha cabeça, como afinal, qual é o objectivo de um mail destes? Bem, só no que eu recebi, vinham 12 contactos de email. Muito provavelmente, todos válidos. Basta que algum spammer intercepte um destes mails para logo obter aquilo que lhe interessa. E se o endereço de email do suposto "colector de nomes e moradas" fosse válido? Muito provavelmente, mais tarde ou mais cedo alguém perceberia o gato, e o tipo poderia ser apanhado. Spam é crime.
De qualquer forma, para não me alongar mais, queria apenas indicar uma maneira de enviar chain letters sem estar a divulgar dezenas ou centenas de emails válidos. Basta que, ao reenviarem piadas/chainletters/histórias comoventes aos vossos amigos, coloquem os endereços de destino no campo "BCC" do email. O campo BCC implica que cada destinatário do email não sabe quem são os outros destinatários que estavam no campo BCC. Pode não ser 100% seguro, mas já ajuda bastante.
6 comentário(s)

6 Comentário(s):

também recebi o mesmo e se calhar da mesma pessoa. e respondi da mesma forma. só acrescento ao que disseste sobre o "Bcc" algo mais: apaguem a listagem dos campos que surgem sempre quando se reenvia uma mensagem (aquela parte que diz "Enviado por:... etc"). é também por aí que os spammers sacam e-mails.

Bom post snow, se uma pessoa que seja passar a mudar o comportamento por causa dele já é muito bom.

By Blogger JSA, at 10:32 da manhã  

sim, isso também ajuda, nem me lembrei de o dizer porque é uma coisa que faço sempre automaticamente... :)

By Blogger Snowgaze, at 10:42 da manhã  

mea culpa, mea culpa...

By Blogger Minhoca,a verdadeira, at 11:50 da manhã  

Ora essa, minhoca, eu só tenho que agradecer por me inspirares um post! :)

By Blogger Snowgaze, at 12:11 da tarde  

Eu tabém nunca reenvio esse tipo de e-mails....tenham paciência, mas acho que não tem resultados práticos *úteis* pelos motivos que referes. Agora que será útil para spammers, sem dúvida!
Quanto ao BCC, utilizo sempre :)

By Blogger izzolda, at 5:52 da tarde  

coitada da Minhoca! Fui eu que lhe mandei o mail em primeiro lugar. Nunca ligo a mails desses, mas já nao mandava um desses há muito tempo e achei que era altura. Mas realmente eu sempre achei essas coisas sem jeito nenhum...

By Blogger Polliejean, at 10:49 da tarde  

Enviar um comentário página inicial