terça-feira, outubro 18, 2005

Gripes

Nunca tomei a vacina da gripe. Por um lado, porque odeio agulhas. Só entro em contacto com elas se for absolutamente necessário, e nunca por livre e espontânea vontade. Por outro lado, porque aquilo tem o vírus lá dentro. Por muito atenuado que esteja, é um vírus que pode causar a gripe. Tanto é assim, que conheço quem, imediatamente após tomar a vacina, tenha ficado de cama 1 semana por ter contraído uma gripe. Claro que me ri deste tipo durante meses.
Por outro lado, é raro eu estar doente. As constipações são umas coisas menores que nem sequer me obrigam a estar de cama, e as gripes, que tão raramente apanho, acabam por ter a sua piada. Sim, eu até gosto de estar doente, desde que não tenha que ficar em casa uma semana inteira. Um dia ou dois a antibióticos e paracetamol até têm a sua piada.

Esta história da gripe das aves ainda não me assustou. Não acredito que, por pior que possa ser, venha a atingir em larga escala o continente europeu, a ponto de, como dizem certas empresas farmacêuticas, 30% das pessoas virem a ser afectadas. Parece-me apenas uma estratégia de marketing, como tantas outras. Por outro lado, há tratamento para a doença. Como tal... para quê entrar em pânico?
3 comentário(s)

3 Comentário(s):

"Sim, eu até gosto de estar doente"

Bem atão se é assim imagino o teu grau de satisfação com a gripe das aves, havias de fazer um post só a agradecer ao maravilhoso virus da gripe :P

By Blogger Daniel Malafaia, at 3:31 da tarde  

Snow, não há tratamento real. Há um medicamento que se tem revelado eficaz para a estirpe actual e que não é aquela que se espera que possa causar uma epidemia. Ainda que fosse a mesma ou que o medicamento tenha exactamente a mesma eficácia, o virús irá sempre arranjar resistência contra esse medicamento (aliás, já começou). Em última análise será o próprio corpo a criar as suas defesas contra o virús, tal como aconteceu com o da gripe espanhola de 1918.

A importãncia do medicamento é simples por um motivo: a ciência não conhece ainda nenhuma forma de curar viroses. Nem uma, que eu saiba. O máximo que consegue fazer é mesmo só dar "armas" ao sistema imunitário para que o próprio corpo derrote a infecção.

By Blogger JSA, at 3:49 da tarde  

jsa: mais um motivo para não entrar em pânico... :)

By Blogger Snowgaze, at 3:54 da tarde  

Enviar um comentário página inicial