sexta-feira, setembro 30, 2005

Querida Colega

Querida colega,

hoje é um dia feliz.
Depois de tantas horas seguidas a ouvir-te falar ao telefone sem parar; depois de tantas e tantas horas perdidas a explicar-te uma e outra vez como é que se imprime; depois de te ouvir conversar com todas as pessoas que conheces sobre coisas que não me interessavam minimamente; depois de ouvir os milhares de perguntas estúpidas que fizeste, algumas das quais tentei ignorar, outras das quais te respondi, depois de contar até 20; hoje é o meu dia.
Tu ainda não percebeste que tens quase quarenta anos, e mesmo que não fosses gorda já não tens idade para andar com tops de alcinhas e a barriga à mostra. Tu não entendes que aquele corte de cabelo que eu fiz há uns meses atrás, não te fica nada bem a ti. Na verdade, nem a mim ficava bem, podias ter reparado nisso.
Eu sei que não é qualquer pessoa que se apercebe que o barulho que se faz a comer uma maçã é inaceitável numa sala silenciosa. E aí, a culpa é minha, fiquei super sensível desde que ouvi os cavalos da minha avó a comer num estábulo.
Ao menos podias ter um pouco de educação e não te pores a gritar “merda” quando o computador não faz o que tu queres. E podias prestar atenção quando te explicam como funciona, para não teres que voltar a repetir a mesma pergunta cinquenta vezes. É natural que o teu computador não funcione da mesma maneira que o das outras pessoas, afinal, és tu que mexes nele. Vou-te dar uma novidade, talvez não tenhas reparado, mas o computador não te ouve, e por mais que o ameaces, ele não se intimida. A impressora também não.
E por falar em impressora, vou-te confessar porque é que hoje é o meu dia. Hoje descobri o que é que te irrita. À próxima vez que me chateares, imprimo a wikipedia toda.
4 comentário(s)

4 Comentário(s):

Eu tambem falo com os meus electrodomesticos....

By Blogger Rita Dantas, at 2:35 da tarde  

Hihihi!
Revejo-me em algumas das coisas que descreves porque tenho uma colega assim, meia insuportável (embora não me imite os cortes de cabelo, felizmente). E sabe tão bem quando nos vingamos de mansinho...como por exemplo, corrigindo erros gramaticais, como fiz hoje (com razão) ;)

By Blogger izzolda, at 5:47 da tarde  

hehehe, inda hoje não me tinha rido tanto... que vingança tão perfeita!

By Blogger innocent bystander, at 6:28 da tarde  

Uau! LOL adorei!

By Blogger Stuck @ Zero, at 1:56 da manhã  

Enviar um comentário página inicial