terça-feira, julho 12, 2005

Malucos para tudo

Continua a ser mais provável morrer num acidente de viação, ou de causas naturais do que por causa de um ataque terrorista. O João sugere que se encarem os terroristas como uma "catástrofe natural". A ver aqui.

[Adenda] Ainda sobre o assunto "terrorismo", a Biranta tem um texto interessantíssimo a ler aqui. Em poucas palavras, tanto em Londres a 7 de Julho como a 11 de Setembro nos EUA, estavam a decorrer exercícios de preparação contra ataques terroristas ao mesmo tempo que ocorreram ataques reais, enquanto os meios de defesa estavam em nível de alerta abaixo do normal. Teoria da conspiração ou coincidências a mais?
2 comentário(s)

2 Comentário(s):

Bom, se lermos os artigos é óbvio que é teoria da conspiração. Aliás, estas teorias andarão na net para todo o sempre. Há pessoas que não querem acreditar que há uns tipos na Arábia Saudita e arredores que querem destruir o Ocidente e preferem pensar que os governos ocidentais o estão a fazer. A lógica disso é que ainda me escapa, mas enfim.

Há dois pontos nisto: o primeiro é a veracidade. A maior parte dos "reports" referidos não existem, são editados para aparecer apenas parte da verdade ou então são forjados de todo.
O outro ponto é a ignorância. Estes teóricos da conspiração falam da impossibilidade dos edifícios do WTC serem destruídos por esta ou aquela razão "científica". Todavia, quando se lhes faz uma pergunta efectivamente científica, não sabem responder e pisam a mesma tecla.

Sinceramente, a minha vontade, quando leio estes textos, escritos para destilar ódio sobre quem quer que seja, à custa dos corpos das vítimas, seria voltar atrás no tempo e torná-los as únicas vítimas.

By Blogger JSA, at 9:07 da tarde  

Eu sei que havia que estar a estudar para exames e no meu caso escrever o relatório de estágio, mas no dia 7 de Julho fizémos as nossas apostas.
Ataque a Lisboa (metro ou ponte 25 de Abril)
- dia 7 de Novembro de 2006 ou
- dia 11 de Janeiro de 2007.
Claro que os dias poderão variar, que os terroristas têm de aproveitar as oportunidades, mas variará apenas o dia e não o mês.
Espero que o governo se recorde que nós somos os próximos, e os mouros são mouros(*) mas são nossos.
(*) Mouros - cidadão que residem no sul do país, vulgo, de Lisboa para baixo.

By Blogger BloodyLiLith, at 3:01 da tarde  

Enviar um comentário página inicial