terça-feira, junho 28, 2005

Aeroporto

Fiquei impressionada com esta história do acidente entre um carro e uma avioneta no aeródromo de Espinho. Por mais que digam que naquela zona, já a avioneta deveria estar no ar, não consigo encaixar esse argumento. Não me passava pela cabeça que uma pista para aviões se pudesse cruzar com uma "estrada", nem que um aeródromo não tivesse rede em toda a volta, precisamente para impedir que carros, animais ou pessoas cruzassem a pista. E às tantas este caso nem sequer é único, se calhar há mais aeródromos em situações semelhantes, à espera que aconteça mais um acidente. Esta noite até tive pesadelos com esta história. Eu, que raramente tenho pesadelos, passei a noite atormentada por conduzir um carro que tinha que atravessar uma pista de aviões, num aeródromo qualquer. E só sobrevivi por muito pouco.
3 comentário(s)

3 Comentário(s):

Mas claro que sobreviveste!
Pelo que percebi das notícias de hoje, este aeródromo não é único nem em Portugal nem no mundo... Mas agora que temos esta informação o que é que podemos fazer para evitar que haja sequer esta possibilidade???

By Blogger Paulita, at 3:18 da tarde  

Sobrevivi porque estava a sonhar. Nao sei o que "podemos fazer". Mas pensao que faria todo o sentido pôr rede em toda a volta desses aeródromos para que estes acidentes nao se repitam. E os automóveis que dêem a volta. Claro que para isso será eventualmente necessário construir uns metros de estrada. Mas quanto é que vale a segurança?

By Blogger Snowgaze, at 5:54 da tarde  

oh Snow, infelizmente no nosso país as medidas sõ são tomadas depois das desgraças ocorrerem. mas não me parece que valha a pena dispender dinheiro pela segurança das pessoas! afinal, as viagens, carros e benefícios outros dos srs. governantes são bem mais importantes, não te parece? :(

By Blogger Joana, at 10:32 da tarde  

Enviar um comentário página inicial