terça-feira, maio 24, 2005

Mercado

Em Portugal era raríssimo ir a um mercado. Quando morava com os meus pais, essas compras eram feitas pelo meu pai, e desde que me mudei de lá que faço as compras todas em supermercados. Por terras de nativos nús, o hábito manteve-se, mas as excepções aumentam a olhos vistos.
Há uns tempos, num daqueles dias solarengos em que tenho que sair à hora de almoço para aproveitar, descobri o Viktualienmarkt. Descobri, não porque não soubesse que existia, mas descobri-lhe um certo encanto, nas gentes que por lá andam, nas tendas, nos vendedores de tudo e mais alguma coisa. A loja do mel, as tendas da fruta, os vendedores de objectos para o jardim (?), as cores e os cheiros. Isto, sempre acompanhada da minha sandocha de salsicha gigante (só vendo) e mostarda doce.
Vindo o tempo quente, dão-me as saudades de certa comida "de verão". Nomeadamente, de grão de bico com atum, ou de feijão frade com atum. Mas por mais que procure, não consigo encontrar estes tipos de feijão no supermercado. Parece-me que por cá o feijão não é muito apreciado. Felizmente, num destes meus passeios de hora de almoço solarenga, apercebi-me que no mercado há umas tendas que vendem diversas variedades de feijão. E hoje lá fui, com esperança de encontrar tais preciosidades. Dei a volta a várias tendas - já não me lembrava onde tinha visto o feijão da última vez - até que os encontrei. Estavam quase escondidos, atrás da "montra" principal, em diversos sacos, feijões de todo o género e feitio. Incluindo grão de bico da Turquia, e o feijão frade (Augenbohnen - feijão de olho) vindo da África do Sul. Ao ver os países de proveniência fiquei a pensar que afinal os feijões são mais especiais do que eu pensava. É pena não ter encontrado por lá um bacalhauzinho para acompanhar. Ao menos o atum em lata existe em qualquer supermercado. Que bem que me vai saber!
5 comentário(s)

5 Comentário(s):

Confesso que tenho uma paixão por mercados... mas não um mercado qualquer. Gosto, sobretudo, daqueles onde me posso desgraçar mais facilmente. E aí, admito, que Londres tem mercados fantásticos...

By Blogger Ariel, at 6:41 da tarde  

uma alimentacao saudavel so deveria consistir em produtos nao embalados, nao transformados, nao conservados, nao preservados... e dai' o mercado ser o unico fornecedor desse tipo de alimentacao.

Na cultura chinesa, vai-se 'as compras para cda refeicao... precisamente ao mercado!

By Blogger Nic, at 3:39 da manhã  

Mas infelizmente os mercados estao em vias de extinCao! Aqui nem há!
O Viktualienmarkt é unico. Único tambem nos preCos. Eu gosto de lá ir passear mesmo quando nao vou comprar nada. :)

By Blogger Minhoca,a verdadeira, at 10:13 da manhã  

Que delicia simplesmente passear por entre as cores e os cheiros de um mercado. Felizmente quando estava em Portugal volta e meia lá ia ao mercado com a minha mae... aqui, é masi raro, mas tambem o mercado de Cardiff digamos que nao é nada de outro mundo... Um abraco

By Blogger Ana, at 10:32 da manhã  

Que delicia simplesmente passear por entre as cores e os cheiros de um mercado. Felizmente quando estava em Portugal volta e meia lá ia ao mercado com a minha mae... aqui, é masi raro, mas tambem o mercado de Cardiff digamos que nao é nada de outro mundo... Um abraco

By Blogger Ana, at 10:32 da manhã  

Enviar um comentário página inicial