domingo, maio 22, 2005

Maio

Está uma trovoada daquelas sério. Os trovoes sao uns atrás dos outros, uns ao mesmo tempo que outros, sem parar. Os relâmpagos sucedem-se a uma cadência rápida, agora um, agora outro. Alguns sao tao fortes que iluminam tudo, como se de repente o céu fosse um estádio e tivessem ligado as luzes todas. Outros sao mais fraquitos, apanho-os pelo canto do olho enquanto escrevo no computador. Chove com força, como se fosse a vingança de ter estado um dia quente, coisa que os bávaros têm que pagar caro.
Estou para aqui a arriscar a minha sorte. Toda a gente sabe que os computadores e outros electrodomésticos devem estar desligados das fichas quando há trovoadas. Provavelmente, amanha ainda vou ter os meus arquivos em ordem. Nao é uma trovoadazita qualquer que me assusta. Mesmo esta, forte, sonora, cheia de relâmpagos. Pergunto-me onde irao parar todas estas descargas eléctricas.
3 comentário(s)

3 Comentário(s):

Aqui está a começar agora...

By Blogger Micas, at 11:01 da tarde  

a energia existente no universo e' transferida de corpos para corpos, criando vida.
Esta a que te referes, e' descarregada para a terra e dai' entrar de novo no ciclo vida
;)

By Blogger Nic, at 2:53 da manhã  

Que sorte!
Adoro trovoadas!!!

By Blogger Rita Dantas, at 2:33 da tarde  

Enviar um comentário página inicial