quarta-feira, abril 20, 2005

Barulho?

A Pollie chama a atençao para o "dia contra o barulho". Pessoalmente, percebo que haja quem se queixe, mas nao por aqui, pelo menos na minha zona. Nunca acordo com o barulho de carros, embora no trabalho às vezes tenha de fechar a janela se estiverem a decorrer obras na vizinhança. Ao fim de semana, o barulho mais irritante que tenho de aturar, é o dos sinos das igrejas (mas onde é que estao tantas igrejas que eu nem as vejo, e mesmo assim ouço o matraquear irritante como que a dizer "nao vens cá, mas tens de me aturar na mesma!"), e às vezes um ou outro corvo que se lembra de se pôr a grasnar (é o que parece) por algum motivo. O pior de tudo, é que me habituei a esta calma (sim, calma, na cidade de Munique, que é maior que Lisboa ou o Porto). Tanto, que da última vez que pernoitei em Lisboa, nao conseguia dormir. Ouvia os carros, os camioes de recolha (de lixo? às tantas da madrugada?), tudo e mais alguma coisa. E eu até tenho um sono fácil. Normalmente, levo menos de 5 minutos a adormecer a partir do momento que me deito. Já nao há nada a fazer. Munique está-se a entranhar (apesar de continuar a estranhar).
1 comentário(s)

1 Comentário(s):

Em Berlim também acordo mais facilmente com a luz do sol (quando a há) do que com barulho.

By Blogger Polliejean, at 6:41 da tarde  

Enviar um comentário página inicial