quarta-feira, abril 20, 2005

Bah

Já nao posso ouvir falar do papa.
Títulos dos tablóides de hoje: "Somos Papa" (estranho, nao?) "O Papa é Bávaro" e "O Papa é de Munique" (parece que esta nao é bem assim). Entre as piadas do "panzer" e outras que já me esqueci, nao percebo este ataque de "clubite". Sim. Esta do "somos papa" ("Wir sind Papst") está na mesma linha do somos campeoes porque somos do Bayern e o Bayern ganhou...
Foi o dia todo a mesma conversa. Nao há pachorra. Falem lá do papa se quiserem, mas nao comigo. Digam muito bem do novo papa, digam muito mal, digam o que quiserem, mas (fisicamente) longe de mim, por favor.

(Tenho um colega que deve ser de extrema direita. Os argumentos dele para as discussoes sao do género "ah, as pessoas que falam mal do novo papa, já falavam mal do JPII, por isso nao contam". Enquanto nao fala de política ou de religiao, atura-se. Mas quando a conversa vai para aí, nao há pachorra. Mesmo. A culpa da minha má disposiçao pode ser-lhe largamente atribuída. Se amanha volta à mesma conversa, vou almoçar sozinha. Ai vou vou.)
4 comentário(s)

4 Comentário(s):

A capa do TAZ de hoje era negra e dizia "Joseph Ratzinger neuer Papst" e depois em letras grandes "Oh, Mein Gott!" Deve ser por não serem da Baviera...

By Blogger PQz, at 12:00 da manhã  

Pois, deve ser por isso. a Baviera é um sítio especial (ia escrever estranho), e extremamente conservador.

By Blogger Snowgaze, at 8:59 da manhã  

Eu vi a capa do die Bild, com 'Wir sind Papst' ehehehe! Lembrei-me logo daqueles casais que quando a mulher engravida dizem 'estamos grávidos'. Lindo, nao é?

By Blogger Minhoca,a verdadeira, at 1:27 da tarde  

Pois, os comentários que esse título suscitou foram do género: "somos papas - nós, as mulheres, os homossexuais, os muçulmanos", e por aí fora... De repente até parecia que éramos todos iguais e tínhamos todos os mesmos direitos.

By Blogger Snowgaze, at 1:54 da tarde  

Enviar um comentário página inicial