quarta-feira, março 02, 2005

País de terceiro mundo

Há dias, estava eu a fazer zapping a uma hora tardia quando para mais de 2 segundos num canal que estava a transmitir um jogo de futebol masculino da primeira liga do Brasil.
Era um derby da cidade de São Paulo e jogadores e adeptos estavam empenhados em que a respectiva equipa vencesse. Era um derby normal, com jogadores normais, num estádio normal, frequentado por adeptos normais. A única coisa que não era normal era a equipa de arbitragem.

Quando vi pela primeira vez 'o' árbitro a apitar pareceu-me que era um árbitro um pouco afemininado. Já estava quase a rotulá-lo de Gay quando me apercebi que o fiscal de linha também tinha um aspecto diferente. Quando resolvi sentar-me para ver melhor o que se estava a passar, percebi que a equipa de arbitragem era constituída exclusivamente por mulheres. Não conseguia acreditar que um país de 3º mundo, como é o Brasil, pudesse ter árbitros no feminino nos jogos da primeira liga! Mas vi o jogo até ao final e posso assegurar que foi um jogo oficial a contar para a classificação da 1ª liga brasileira!

Se calhar não estou a contar aqui nada de novo, mas a mim surpeendeu-me pela positica e parece-me que o Brasil está, obviamente, a ir pelo caminho certo. Agora é esperar para ver quantas competições internacionais terei que esperar mais para ver o mesmo cenário.
2 comentário(s)

2 Comentário(s):

Pois, isso do terceiro munndo é relativo. Ainda há dias o Mourinho dizia que em Inglaterra lhe exigiam tudo e mais alguma coisa como treinador porque para os ingleses, ele, Mourinho, vinha de um país do terceiro mundo...

By Blogger Snowgaze, at 3:29 da tarde  

Vim agradecer o presente ;-)

By Blogger robina, at 3:46 da tarde  

Enviar um comentário página inicial